Skip to main content
Reforma da previdência: a aposentadoria em 10 países

Reforma da Previdência: a aposentadoria em 10 países

A reforma da Previdência prevê idade mínima de 65 anos para se aposentar. Você sabe como funciona em outros países?

Reforma da Previdência:

A aposentadoria passa a ser concedida para os brasileiros a partir dos 65 anos. Para adquirir esse direito, o trabalhador terá de ter contribuído pelo menos 25 anos. Para se aposentar com o benefício integral, o trabalhador terá de contribuir por 49 anos.

Segundo o governo, essa reforma é importante para equilibrar as finanças da União diante de uma nova realidade: o aumento da expectativa de vida dos brasileiros:

“No atual ritmo, em 2060, vamos ter apenas 131 milhões de brasileiros em idade ativa (hoje são 141 milhões). No mesmo período, os idosos crescerão 263%” – Henrique Meirelles, ministro da Fazenda

A Reforma da Previdência agora aguarda aprovação no Congresso.

A aposentadoria em outros países:

Dinamarca

Considerado por especialistas como um dos melhores do mundo, o sistema previdênciario da Dinamarca combina benefícios pagos pelo Estado com sistemas de previdência obrigatórios entre empresas e funcionários no setor privado, e ainda planos individuais voluntários. No país, não há tempo mínimo de contribuição, mas o valor do benefício leva em conta os anos de pagamento no mercado de trabalho. Lá, a idade mínima da aposentadoria básica de caráter universal crescerá do atual patamar de 65 anos para 67 anos entre 2024 e 2027 ao ritmo de seis meses por ano. Depois disso, vai se basear nos índices de longevidade da população

Estados Unidos

A idade mínima para se aposentar, que era de 66 anos em 2014, vai subir gradativamente até 67 anos em 2022. A elegibilidade para a aposentadoria depende do número de anos de contribuição, sendo o mínimo necessário de dez anos. Os gastos previdenciários consomem 6,7% do PIB.

Canadá

Assim como no Brasil, o Canadá adota um teto para o benefício pago na aposentadoria. No país, o plano de previdência do governo exige contribuição durante 35 anos e o trabalhador tem direito ao valor máximo do benefício a partir dos 65 anos de idade. Quem se aposenta antes, com no mínimo 60 anos de idade, recebe menos. Já quem se aposenta mais tarde, com idade avançada, recebe um abono de permanência, o chamado Old Age Security.

França

A reforma da Previdência de 2010 prevê idade mínima para se aposentar de 60 a 62 anos em 2017, dependendo do ano de nascimento. Neste caso, o valor do benefício é parcial. Para obter aposentadoria maior, a idade mínima também vai aumentar. Passará de 65 para 67 até 2022. O tempo de contribuição exigido passará de 165 trimestres em 2014 para 172.

Argentina

Foram feitas duas grandes reformas na Argentina, uma na década de 90 e outra nos anos 2000, que desfez a anterior. A idade mínima para se aposentar é 60 anos para a mulher e 65 anos para os homens. Além disso, o trabalhador argentino precisa contribuir por 30 anos para se aposentar e o valor do benefício é definido pela média de contribuições dos últimos 10 anos.

Alemanha

A idade mínima para a aposentadoria é de 65 anos e dois meses, com um mínimo de cinco anos de contribuição. Até 2022, esse patamar será elevado para 67 anos. O governo gasta 10,6% do PIB com pagamento de benefícios previdenciários. A população alemã tem uma das mais elevadas expectativas de vida ao nascer: 80,7 anos.

Japão

O Japão é o campeão mundial da longevidade com uma expectativa de vida de 84 anos. A idade mínima para a aposentadoria de homens e mulheres é de 65 anos. Para receber o valor integral da previdência é necessário ter contribuído por 40 anos.

Espanha

O país aprovou o aumento da idade legal de aposentadoria de 65 anos para 67 anos, com a transição sendo feita entre 2013 e 2027. No país, é possível se aposentar com 35 anos de contribuição e 65 anos de idade e continuar trabalhando, recebendo metade da aposentadoria. Essa modalidade é chamada aposentadoria ativa. Antes, os empregados tinham que escolher entre o emprego ou a aposentadoria.

Grécia

Grécia A reforma previdenciária foi uma discussão central na crise grega e uma das exigências aprovadas pelo Parlamento no pacote de reforma pedido pela União Europeia. Na reforma de 2010, a idade de aposentadoria das mulheres foi aumentada de 60 para 65 anos entre 2011 e 2013. Em 2012, ficou estabelecido que a idade irá aumentar de 65 para 67 anos tanto para homens quanto para mulheres. A partir de 2020 terá relação com a expectativa de vida. Com a reforma, o tempo de contribuição para uma aposentadoria integral subiu de 37 para 40 anos.

Colômbia

Na Colômbia, a idade legal para aposentadoria subiu de 60 para 62 anos para homens e de 55 para 57 anos para mulheres. O tempo de contribuição aumentou de 1.050 semanas, em 2005, para 1.300 semanas em 2015, ou seja, 25 semanas por ano.

Fonte: O Globo,Agência Brasil

banner_cadastro_post_blog

Diligeiro

A forma mais rápida, prática e segura de encontrar correspondentes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *