Skip to main content

5 livros que Bill Gates leu em 2016 e recomenda para você

Bill Gates é um leitor voraz. Desde criança, costuma ler em média um livro por semana. E de todos os livros que leu este ano, o bilionário listou os cinco melhores de 2016.

Se você procura algo para ler nas férias, que tal seguir as dicas do fundador da Microsoft?

Bill Gates diz que nunca se sentiu tão empolgado para aprender coisas novas como hoje. Quando era jovem, havia poucas opções para estudar sozinho (seus pais tinham um conjunto de enciclopédias e ele leu em ordem alfabética!), como cursos on-line, palestras de vídeo ou podcasts, mas ainda assim, “ler” é a forma favorita que bilionário tem de aprender coisas diferentes.

Se você acompanha o blog e a página do Linkedin do Bill Gates, já percebeu que ele indica diversos livros e, mais recentemente, enumerou seus livros favoritos de 2016. Confira:

1 – String Theory, de David Foster Wallace

Este livro não tem nada a ver com física. É uma coleção de cinco dos melhores ensaios de David Foster Wallace sobre tênis, um esporte que Bill Gates tem acompanhando com paixão, mas ele diz que você não precisa ser um apreciador do esporte para ter uma boa leitura. ”

“David Foster Wallace escreve tão bem quanto Roger Federer empunha uma raquete de tênis”

2 – A marca da vitória – A autobiografia do criador da Nike, de Phil Knight

Phil Knight, o homem por trás da Nike, sempre foi uma figura envolta em mistério. Agora, neste livro franco e surpreendente, ele conta sua história. Aos 24 anos, depois de se formar e viajar como mochileiro pelo mundo, Knight decidiu que não seguiria um caminho convencional. Em vez de trabalhar para uma grande corporação, iria à luta para criar algo próprio, dinâmico e diferente. Com 50 dólares emprestados pelo pai, ele abriu em 1963 uma empresa com uma missão simples: importar do Japão tênis de alta qualidade e baixo custo. E mal acreditou quando conseguiu vender rapidamente todos os calçados de suas primeiras encomendas. Mas o caminho até tornar a Nike uma das marcas mais emblemáticas, inovadoras e rentáveis do mundo não foi fácil, e Knight fala em detalhes dos riscos que enfrentou, dos concorrentes implacáveis e de seus muitos triunfos e golpes de sorte.

“Eu encontrei Knight algumas vezes ao longo dos anos. Ele é super legal, mas também é calmo e difícil de conhecer. Aqui, Phil Knight se abre de uma maneira que poucos CEOs estão dispostos a fazer”

3 – O gene: uma história íntima, de Siddhartha Mukherjee

Nesta aclamada obra, Siddhartha Mukherjee, vencedor do prêmio Pulitzer de não ficção de 2011, combina ciência, história social e relatos pessoais para nos contar a extraordinária narrativa de uma das mais importantes descobertas dos tempos modernos. Ao investigar a hereditariedade, Mukherjee irá mostrar como a genética influencia nossas vidas, personalidades, identidades, destinos e escolhas. Ao longo do livro, Mukherjee explora também a própria origem e família, com seu trágico histórico de doenças mentais, nos mostrando como a ciência pode saltar rapidamente dos laboratórios para a vida. Um livro extraordinário sobre uma das mais importantes – e urgentes – questões da humanidade.

Mukherjee escreveu este livro para um público leigo, porque ele sabe que as novas tecnologias do genoma estão à beira de nos afetar de forma profunda

Bill Gates gostou tanto da obra, que entrevistou o autor Siddhartha Mukherjee. Confira:

4 – The myth of the strong leader, de Archie Brown

Com demasiada frequência, a liderança é reduzida a uma dicotomia simples: o forte versus o fraco. No entanto, há uma miríade de maneiras de exercer uma liderança política eficaz – bem como diferentes maneiras de falhar. Culpamos nossos líderes por quedas econômicas e os louvamos por reformas sociais vitais, mas raramente questionamos o que faz alguns líderes bem-sucedidos enquanto outros vacilam. Nesta pesquisa magistral e ampla sobre a liderança política nos últimos cem anos, o renomado professor de política de Oxford, Archie Brown, desafia a crença generalizada de que os líderes fortes – ou seja, aqueles que dominam seus colegas e o processo de elaboração de políticas – são os mais bem-sucedidos e admiráveis.

“Brown não poderia ter previsto o quão ressonante seu livro se tornaria em 2016”

5 – The Grid, de Gretchen Bakke

Gates deu ao livro “A Rede” (tradução livro) uma menção honrosa e o enquadrou na categoria “Livros sobre coisas mundanas que na verdade são fascinantes”. O título fala sobre como a rede de eletricidade dos Estados Unidos, um legado do século XX, é hoje obsoleta e precisa de reparos e mudanças profundas para abrir caminho para o uso de outras fontes de energia, como a solar ou a eólica. O empresário conta que se interessou pelo livro porque em seu primeiro emprego, ainda no Ensino Médio, desenvolvia software para uma distribuidora de energia.

“Mesmo se você nunca parou para pensar em como a eletricidade chega até as lojas, eu acho que esse livro te convenceria de que a rede elétrica é uma das maiores engenharias do mundo moderno”

banner_cadastro_post_blog

Diligeiro

A forma mais rápida, prática e segura de encontrar correspondentes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *