Skip to main content

Não caia na pegadinha do farol

A partir de 8 de Julho desse ano, passou a ser obrigatório o uso de farol baixo nas rodovias estaduais e federais, implicando o não-uso do mesmo em infração grave, punida com a anotação de 4 pontos na CNH e multa de R$85,13.

É importante, portanto, não só lembrar de manter o farol aceso ao transitar em rodovias, mas também saber diferenciar a luz baixa da chamada luz de posição, ou lanterna.

O Código de Trânsito Brasileiro define os dois:

LUZ BAIXA – facho de luz do veículo destinada a iluminar a via diante do veículo, sem ocasionar ofuscamento ou incômodo injustificáveis aos condutores e outros usuários da via que venham em sentido contrário.

LUZ DE POSIÇÃO (lanterna) – luz do veículo destinada a indicar a presença e a largura do veículo.

Tradicionalmente, a lanterna (ou luz de posição) é a primeira a ser acionada na chave de posição do farol. A segunda, posição definitiva, é o farol baixo, sendo o farol alto acionado pelo movimento da alavanca de farol.
Assim, muito cuidado: trafegar com a luz de posição NÃO significa obedecer a lei, e pode ocasionar a autuação do veículo da mesma forma.

E caso você já tenha sido autuado em razão do não-acionamento do farol baixo nas rodovias, fique tranqüilo: sendo sua primeira infração desse tipo, basta comparecer no DETRAN/CIRETRAN de sua cidade portando a notificação e sua CNH e solicitar a conversão da imposição de multa por advertência, nos termos do artigo 267 do Código de Trânsito Brasileiro.

banner_cadastro_post_blog

Diligeiro

A forma mais rápida, prática e segura de encontrar correspondentes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *